terça-feira, 16 de junho de 2009

BÊNÇÃOS IMUTÁVEIS


“Porque as montanhas se desviarão e os outeiros tremerão; mas a minha benignidade não se desviará de ti, e o concerto da minha paz não mudará, diz o SENHOR, que se compadece de ti” (Isaías 54.10).

As decisões do Senhor não mudam, são eternas. O ato dEle de ter olhado para nós e nos amado, compadecendo-Se de nós, jamais se desviará da nossa vida, pois a Aliança que Ele fez no sangue de Jesus é para sempre.

Assim como o Altíssimo não sofre variação, as decisões dEle não são alteradas. Tudo pode mudar, mas o Senhor jamais será movido por nada. Ele é a Rocha na qual devemos construir a nossa confiança (Isaías 26.4). Quando Deus decidiu nos amar e fazer povo Seu, Ele fez isso para nunca Se arrepender. As montanhas, por mais firmes que pareçam ser, irão desviar-se. Os outeiros também se mudarão, mas as resoluções divinas não sofrem modificações. Ainda que nos esqueçamos dEle e Lhe viremos as costas, o que Ele fez em nosso favor continuará para sempre.

O coração benigno do Senhor fez com que Ele olhasse para nós – seres sem expressão, pecadores com os piores qualificativos – e nos amasse apesar de nossas imperfeições. Haja o que houver, essa benignidade não nos desamparará, mas estará sempre diante dEle, como um advogado, pleiteando a nossa causa. Se o prezado leitor foi muito longe no pecado e agora está convencido de que Deus não mais Se interessa por você, não deixe o diabo enganá-lo mais, pois a bondade a qual fez com que Ele amasse você não irá abandoná-lo. Ela está em operação para favorecer sua vida!

Temos outro favor divino de suma importância: a eterna Aliança feita no sangue de Jesus. Nela, temos direito ao perdão de todos os nossos pecados e a todas as bênçãos que Deus tem e pode produzir. Nesse pacto, a nossa sorte foi selada para sempre. Ninguém nos pode tirar das mãos de Deus e do Senhor Jesus Cristo (João 10.27-30). Tudo isso é nosso porque a compaixão divina foi decretada sobre nós. Só sairemos da presença divina se formos estúpidos o suficiente para acreditarmos nas mentiras do inimigo. Somos o melhor de Deus, e Ele deseja aperfeiçoar-nos.

Quando Davi caiu em pecado com Bate-Seba, Deus mandou o profeta Natã repreender o rei para que este não ficasse separado do Senhor (2 Samuel 12). O mesmo o Pai faz com todas as pessoas que se deixam levar pelo engano do pecado e saem da Sua presença. Não importa o quão longe você tenha ido, volte agora! Este é o momento para se acertar com Deus!


Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

6 comentários:

elena marin-alexe disse...

É tempo de buscar ao Senhor e se arrependem verdadeiramente com todo o meu coração, vemos Deus.
Ajuda-nos Deus! Você espera de mim. Muita paz! Con amor de Deus.

Ao toque do amor disse...

Oi, moça...vem comemorar cimgo pegar o selinho comemorativo de dez mil visitas
bjkas

elena marin-alexe disse...

O que você escreveu, é um fundamento para o regresso de Deus aqueles que caiu no caminho da vida.
Como David será perdoado se pertencerem ao trono com humildade Ou Grace e um lote de grande misericórdia. Fátima queridas irmãs no Senhor Jesus, seja abençoado e você espera de mim. amor com Elena.

Edimar Suely disse...

Olá boa noite !!!

"Mesmo que tivesse em minhas mãos todo
o perfume das rosas, toda a beleza do céu,
toda a pureza dos anjos, toda a inocência das
crianças, toda a grandeza do mar, toda a força
das ondas, mesmo que eu tivesse todas as coisas
belas da vida e todos os belos lugares do mundo
nada teria sentido se eu não tivesse o presente
mais valioso, mais nobre e mais sagrado que Deus
pode me dar...

Amigos... Amigos... Amigos... Amigos...

Amei seu espaço. Smack!

Edimar Suely
jesusminharocha.blig.ig.com.br

Eliane Jany Barbanti disse...

Olá Amada, são lindos e abençoados os seus blogs.
Agradeço sua visita e por tornar-se minha seguidora tb.
Paz e Graça com o Senhor Jesus.
Bjs.
Eliane

André Pereira disse...

Bom Dia.
É a primeira vez que visito esse blog, muito bom, legal mesmo.

Gostei do que vc falou sobre as benção, Ef. 1.3 Fala um pouco a respeito também, so que pena que existem pessoas q querem a benção, mas nao querem o abençoador