quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Selo premio destaque



Destaque - Tocou-me



selo que ganhei da minha amiga e irmã em cristo

Sandra Veneziane

do blog Ao toque Do Amor

http://www.aotoquedoamor.blogspot.com/

agredeço por mas uma lembraça amiga que Deus te ilumine sempre


quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Guardado "no deserto"

Todo crente em Jesus precisa saber essa verdade escriturística. Para todos a dinâmica é a mesma na carreira da fé: após o encontro com Jesus, pelo Espírito Santo, o deserto é seu destino. Por que?

“Ora, o menino crescia, e se robustecia em espírito; e habitava nos desertos até o dia da sua manifestação a Israel”. (Lucas, 1.80).

Nesta manhã pedi ao Espírito Santo que me desse uma palavra para meditar, - em verdade, queria escrever... Ele levou-me ao texto em referência, que é uma palavra “quase” incompreensível e inaceitável ministerialmente para muitos, nos dias de hoje. Uma “palavra fiel” - mas “quase” não digna de toda aceitação. Por que?

Como compreender que um homem, com o ministério de “preparação” dos caminhos para o Senhor Jesus, como João, o Batista, permanecesse a maior parte de sua curta existência “nos desertos” e, segundo as Escrituras, “até o dia de sua manifestação a Israel?“. Será que teríamos algum paralelo ministerial desde João, até o dia de hoje? Eu desconheço.

É impressionante como este homem não teve nenhuma facilidade na sua curta passagem pela terra dos viventes. Não “aproveitou” nada desta vida. Não casou. Não fez viagens missionárias, nem turísticas. Conviveu com “lagartos, cobras e escorpiões” e alimentou-se de “mel silvestre e gafanhotos...”. Que vida!

E mais: somente “no décimo quinto ano do reinado de Tibério César. Sendo Pôncio Pilatos governador da Judéia, Herodes tetrarca da Galiléia, seu irmão Felipe tetrarca da região da Ituméia e de Traconites, e Lisânias tetrarca de Abilene, sendo Anás e Caifás sumos sacerdotes, VEIO A PALAVRA DE DEUS A JOÃO, filho de Zacarias, NO DESERTO”. (Lucas, 3.1,2). Então, foi para a beira do Jordão iniciar seu curto ministério...

Noé, enquanto construía a arca, pregou por mais ou menos cento e vinte anos. João, o batista, quão longo tempo de preparação e tão curto tempo de serviço para Deus. E, quando o “Esperado” apareceu, Deus o tira de cena de maneira tão brusca – sem nenhum tipo de explicação e honra... Como seria hoje – neste tempo em que valorizamos as homenagens e os primeiros lugares, as honras?

Mas, voltemos a João. Que renúncia, que entrega, que fidelidade, que submissão e obediência! Que consciência de sua missão profética! Mas, também, devemos nos lembrar dos profundos ensinos recebidos de seu pai Zacarias e de sua mãe Izabel... Quantas experiências ambos viveram com o Eterno!

Usei a expressão “GUARDADO NO DESERTO” em lembrança ao Apóstolo Pedro que, em certa ocasião, foi “guardado na prisão” (Atos, 12.5) e, nesta meditação, eu a usei também pensando nas lições que João, o batista, aprendeu enquanto “guardado no deserto ATÉ O DIA DA SUA MANIFESTAÇÃO A ISRAEL” (Lucas, 1.80).

A primeira lição: “é o próprio Pai Celestial quem leva para o deserto”, (Mateus, 4.1; Lucas, 4.1). Todo crente em Jesus precisa saber essa verdade escriturística. Para todos a dinâmica é a mesma na carreira da fé: após o encontro com Jesus, pelo Espírito Santo, o deserto é seu destino. Por que?

A segunda lição é: “é no deserto que o espírito se robustece ” (Lucas, 1.80). É no convívio com as “cobras, lagartos e escorpiões” da vida – e, também, no meio evangélico e ministerial – que descobrimos a qualidade de nossa entrega, renúncia, fidelidade, submissão e PACIÊNCIA EM ESPERAR A HORA DE DEUS . Eis o problema neste tempo de “tudo tão rápido” – em todos os sentidos! Nesta dimensão temos que aprender que DEUS TEM PRESSA, MAS NÃO CORRE . E como nos é difícil compreendermos esta dinâmica de Deus. Mas a verdade é: temos que aprender a andar passo a passo com o Pai da Eternidade.

A terceira lição é: “deserto não é desculpa para queda ”. (Lucas, 1.80: 4.1-13). O convívio com “cobras, lagartos, escorpiões, tempestades, frio, calor intenso” tem por objetivo enrijecer nossa personalidade e caráter, à moda dos princípios do Senhor do Reino de Deus. Lutas, dificuldades, circunstâncias adversas fazem parte do processo de “lapidação” na pedra bruta para a transformar em uma jóia de inestimável valor. Mas, como nos é difícil entender que estamos nas mãos do Divino lapidador, que sabe a hora certa de dar Seus golpes no lugar certo, para atingir Seus objetivos na execução de Seu plano individual para cada um de nós. Ou aprendemos... Ou, aprendemos! Ensinar é o alvo do Senhor, aprender deve ser nossa disposição interior se queremos dar fruto consciente e permanente para Ele! João, o batista, não caiu no deserto. Jesus, também não! Como discípulos de Jesus temos que ter certeza de que, assim como foi com Jesus será conosco: “mais que vencedores” – ELE NOS AMOU! E mais: a nova criatura é milhares de vezes mais forte do que o velho homem porque tem o Espírito Santo residindo nela!

A quarta lição: “é no deserto que a Palavra de Deus vem”. (Lucas, 3.2). Este o maior objetivo de Deus em nos levar para o deserto! Foi assim com João, o batista. Mas tem mais revelação na seqüência.

Lembremo-nos de Adão. Ele tinha de tudo, podia tudo pela comunhão com o Eterno – até colocar nome nos animais, segundo a espécie biológica. Estava no Jardim do Éden. Observe: num Jardim, e não era qualquer jardim! Era o Jardim criado pelo Deus vivo para ele, Eva e os filhos. Mesmo com toda mordomia que dispunha, a comunhão com Deus e a vida perfeita que o Senhor lhe proporcionara Adão entregou tudo “de mão beijada” para o inimigo de Deus e nosso. NUM JARDIM!

Nosso Salvador, e SENHOR Jesus, em condições totalmente adversas à de Adão, no deserto derrota o inimigo em todas as áreas. No meu espírito posso ouvi-Lo dizer: “No terreno e circunstancias de meu Pai, Adão te entregou a chave de tudo na terra. No teu terreno e nas tuas condições, eu arranco a chave de tuas mãos e saiu deste deserto com a vitória total sobre todo o teu império e mais: NO PODER DO ESPÍRITO SANTO”. (Lucas, 4. 6, 7, 14).

João esperou a vida toda por poucos meses de mensagem à beira do Rio Jordão e morreu decapitado quando o Mestre entrou em ação. Sua mensagem sempre foi “após mim, Ele vem batizando com fogo”. Jesus começou Seu ministério saindo do deserto “no poder do Espírito Santo”, (Lucas, 4.14). Assim foi e continua sendo. Qual a mensagem para hoje?

Estamos no deserto desta vida. Cobras, lagartos, escorpiões, espinhos, tempestades, frio e calor excessivos são nossos companheiros enquanto neste corpo. A alimentação, nem sempre está saborosa... Gafanhotos e mel silvestre, às vezes, nem achamos. Mas assim é a vida espiritual. E sabe o que mais na revelação do Espírito Santo?

Cada vez que reagimos como Jesus espera de nós em alguma luta, dificuldade, circunstancia adversa, calúnias, difamações, perseguições, decepções com líderes espirituais, e tantas coisas que nos cercam, estamos dando oportunidade do Senhor esbofetear o inimigo e dizer-lhe: “No teu terreno, nas tuas condições e violência este meu servo está dizendo ‘ não vou me deixar vencer nem pelo mundo, nem pelo pecado, nem pela carne e, muito menos, por você”.

Que estamos todos no deserto desta vida é um fato inegável. Que todos vivemos nas condições citadas, também o é. Que todos seremos vencedores é promessa definida de Jesus. O que precisamos lembrar é que, mesmo com todas as dificuldades existentes no deserto, nós não estamos sozinhos e nem abandonados à nossa própria sorte; ESTAMOS GUARDADOS NO DESERTO ATÉ SERMOS CHAMADOS À PÁTRIA CELESTIAL!

Com João, o batista, aprendemos que ministérios só começam de fato, quando vem a Palavra de Deus. Com Jesus, o Senhor do Reino, aprendemos que o deserto só é vencido PELA PALAVRA DE DEUS para se sair NO PODER DO ESPÍRITO SANTO. Assim Jesus saiu do deserto. A Igreja (que sou eu e você, individualmente, e todos os salvos, coletivamente) segue-Lhe os passos em tudo e também sairá do deserto desta vida NO PODER E NA PLENITUDE DO ESPÍRITO SANTO PARA O ENCONTRO COM O SENHOR NAS NUVENS. Maranata!

Enquanto isso vamos vencendo o mundo, o pecado, o diabo e a carne, EM O NOME E PARA GLÓRIA DE JESUS!

domingo, 13 de setembro de 2009

Os cinco passos da vitória


Através do profeta Oséias o Senhor diz que a causa de o Seu povo estar sendo destruído é a falta de conhecimento (Os 4.6). Nesta segunda lição do Curso Fé, vamos adquirir um pouco mais do entendimento que nos ajudará na caminhada rumo à vida abundante trazida por Jesus.

Um dos pontos mais importantes e polêmicos deste estudo é a falsa declaração de que a fé remove montanhas. Por mais estranho que possa parecer, ou por mais que possa chocar, a verdade é que a fé nunca removeu um só grão de areia.

Veremos, entretanto, a importância da fé, e o que ela pode fazer por nós.
Aprenderemos que devemos nos dirigir ao problema, e ordenar-lhe que saia de nossa frente, da nossa vida e que se lance ao mar.

Ainda veremos que duvidar no coração é o bastante para que todo o trabalho seja desperdiçado, impedindo assim a realização da obra de Deus.

Uma das mais profundas declarações sobre a determinação é o tópico a ser estudado sobre a declaração do Senhor Jesus: E crer que se fará o que diz. Aqui está o segredo que produz o milagre.

Para encerrar, temos a afirmativa do Mestre de que tudo o que dissermos nos será feito.

Os Cinco Passos da Vitória são o ideal a ser seguido por quem quiser, de fato, tornar-se vencedor em todas as coisas.

Em Cristo, R. R. Soares.

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Confissão


A confissão do que cremos pode ser positiva ou negativa. Ambas são necessárias e úteis. A confissão negativa é a que abre a porta para que o Senhor entre em uma vida. A pessoa confessa que é uma pecadora, e que aceita Jesus como Salvador e Senhor de sua vida.

A confissão negativa deve ser usada somente no início da caminhada, em que a pessoa é salva, e depois quando a pessoa escorrega e cai em transgressão ou pecado. A confissão negativa dá ao Senhor condições de perdoar e levantar o penitente,

Já a confissão positiva nunca deve nos abandonar. Em todos os momentos devemos confessar o que somos em Cristo e o que nos pertence nEle. Ela é a autorização que damos ao poder de Deus para que opere a vontade do Senhor em relação a nós.

Tanto a confissão negativa como a positiva têm que estar firmadas na Palavra de Deus. Desprezá-la é o pior erro que alguém pode cometer. Pois, como o Senhor Jesus afirmou: Sem mim nada podeis fazer (Jo 15.5). Ele, o Senhor Jesus é a Palavra de Deus.

Ao confessarmos positivamente o que somos na Palavra de Deus, veremos que a Palavra operará em nosso favor tão eficientemente, quanto operava no ministério pessoal do Filho de Deus. Os mesmos resultados serão colhidos por quem agir do modo como o Senhor Jesus agia.

A vontade de Deus é que O representemos aqui neste mundo, como o Senhor Jesus O representava. Ele quer que passemos a agir como Seus representantes, como o Senhor Jesus O fazia. Esta é a nossa missão.

Oro para que a sua confissão seja, a partir desta lição, um verdadeiro louvor a Deus.
Em Cristo R. R. Soares

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

PALAVRA FIEL

[i]


“Esta palavra é fiel e digna de toda a aceitação” (1 Timóteo 4.9).

Assim é a Palavra de Deus. Não despreze, mas creia em tudo o que Ela declara, porque Deus é a Palavra. Ela traz o poder do Senhor para a nossa vida. Daremos conta do que fizemos ou deixamos de fazer com Ela.

A Palavra de Deus é como o Senhor – fiel –, pois cumpre o que Lhe é ordenado; porém, a nossa incredulidade A impede de operar. Tudo o que na pregação ou na leitura bíblica saltar-lhe aos olhos e você entender, aquilo é o que o Senhor deseja para sua vida. Quem cumpre a ordem de Deus descobre quão fácil e produtivo é crer no que Ele afirma.

Comete um grande erro a pessoa que não dá a devida atenção ao que lhe é revelado nas Escrituras. Pense bem: Deus, apesar de grande, excelso, sublime, soberano em tudo, olha para nós e nos mostra o que há de melhor, e, muitas vezes, deixamos isso de lado simplesmente. Se Ele nos proíbe algo, não devemos sequer cogitar sobre o porquê de tal proibição. Se nos ordena a realizar alguma coisa, se tivermos juízo, não devemos pensar duas vezes, mas, sim, pedir o poder necessário para pôr mãos à obra.

Nós somos o que falamos. Quem não honra o que diz não merece crédito. Imagine se Deus não cumprisse uma só das Suas promessas, o que Ele seria? No entanto, que bom saber que Ele é fiel cumpridor do que promete. O Altíssimo é exatamente o que Sua Palavra anuncia. Cada entendimento que temos da vontade divina é como um retrato dEle. Então, nunca devemos cair no erro de desprezar o que o Pai nos fala. Ele Se mostra misericordioso conosco ao nos revelar o caminho a seguir, quando nos dá Seus mandamentos e promessas. Deixar de acatar suas orientações é assinar a carta de derrota.

Dentro de cada palavra que Deus lhe envia há o poder necessário para a realização da vontade dEle. É preciso crer no que Ele declara e dar a sua ordem, em Nome de Jesus, para que, então, o poder de Deus execute o prometido.

No Grande Dia, os 66 livros serão abertos, e nós seremos julgados pelo que está escrito neles. Ninguém poderá alegar desconhecimento dos desígnios do Pai. Aquilo que você entendeu quando fazia a leitura bíblica ou escutava a pregação será o que Deus usará para absolvê-lo ou condená-lo. A maior estupidez que alguém pode cometer é deixar de dar atenção ao que o Senhor orienta. Quem seguir a voz de Deus será recompensado na proporção que fez o que lhe foi revelado. Seja sábio!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

sábado, 18 de julho de 2009

Third Day - Show Me Your Glory (LEGENDADO)





LIVE WIRE - Música gravada em 22 Julho de 2004 no The Palace in Louisville, KY. Essa musica é umas das melhores, é o nosso anseio, oq todos os filhos de Deus querem ver.. ver a GLÓRIA DE DEUS.. Sho...

Paciencia diz o SENHOR

"Não seja impaciente!
Não tenha pressa em chegar ao fim.
Deixe que o tempo amadureça os frutos,de modo que possa
colhê-los amadurecidos.
Caminhe com segurança e constância,porque tudo nos chegará
na hora exata e mais oportuna.
Os frutos amadurecidos à força não são tão saborosos quanto
os que amadurecem naturalmente.
Saiba esperar com paciência e não desanime."
A hora de Deus não é a nossa hora.

sábado, 11 de julho de 2009

FALE AO SENHOR

“Então, Josué falou ao SENHOR, no dia em que o SENHOR deu os amorreus na mão dos filhos de Israel, e disse aos olhos dos israelitas: Sol, detém-te em Gibeão, e tu lua, no vale de Aijalom” (Josué 10.12).

Quando Deus nos fala algo, devemos falar a Ele também e assumirmos Suas palavras. Não temos de olhar para o desafio, pois o que determinarmos sobre a Palavra dEle ser-nos-á feito. Dia feliz é aquele em que o Pai nos declara algo. Agora, basta crermos, e veremos a glória do Pai celeste.

A melhor oração se faz quando o Senhor nos fala. Orar é conversar com Deus sobre aquilo que está dentro do nosso coração, da nossa vontade e a respeito daquilo em que acreditamos. Não devemos clamar se a fé não estiver presente, pois será pura perda de tempo. Ao fazermos a oração da fé, colocamos o poder de Deus agindo em nosso favor. Ao clamarmos sobre algo que o Senhor não nos tenha falado, provavelmente, não obteremos sucesso.

Ao nos informar aquilo que Ele deseja fazer em nós ou por nosso intermédio, e tomamos posse de Suas palavras, Deus Se alegra e Se agrada. Ao Se dirigir a nós, é como se Ele estivesse acendendo-nos uma “luz verde”, dizendo-nos que, a partir de então, só depende de nós a realização da obra. Isso Josué entendeu.

O que Deus declara pode ser coisa simples ou algo novo, que não se tem notícia de que outra pessoa tenha feito. O Senhor nos fala pela Sua Palavra e, às vezes, por meio da oração, mas o importante é que Ele jamais nega o que está escrito na Bíblia. Então, não importa se o que Ele nos disse é algo grande demais, um desafio ou alguma coisa aparentemente insignificante: devemos crer e colocar em ação as palavras do Senhor, como fez Josué.

A verdade é que quem ousa determinar o que lhe foi dito terá a glória de ver aquilo realizado. Os que ficam somente desejando não conseguirão sentir o prazer de terem sido usados pelo Senhor para algo que Ele lhes preparou.

Quando você ouve a voz divina guiando-o, é sinal de que está na melhor fase de seu relacionamento com Deus. Não perca o dia da Sua visitação. Deixar de assumir o que o Pai lhe disse é como fazer uma declaração de que você não crê nEle. Portanto, nunca faça isso!

A única condição estabelecida pelo Senhor Jesus para alguém ver a glória de Deus é crer. Quem não age assim perde tempo em jejuar, orar e esperar resposta dos Céus. Já quem crê sabe a época certa e modo de conseguir a bênção prometida. Seja sábio! Alegre o coração de Deus assumindo o que Ele disse que faria por seu intermédio e o que lhe pertence!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

sexta-feira, 19 de junho de 2009

O MODO CERTO DE CONSEGUIR A PROSPERIDADE


“A fazenda que procede da vaidade diminuirá, mas quem a ajunta pelo trabalho terá aumento” (Provérbios 13.11).

Você pode construir sua casa sobre a areia ou a Rocha (Mateus 7.24-27). Para isso, precisará escolher entre agir com vaidade ou permitir a operação de Deus. É importante, porém, tomar cuidado com o custo do erro, pois o Altíssimo aumentará o que Ele ajudou a construir, mas não impedirá o diabo de destruir o que não foi erguido com a ajuda do Pai. A fonte ou origem do seu crescimento é muito importante.

O desejo do Senhor é compartilhar tudo conosco. O Onipotente quer que andemos com Ele, assim como fez Enoque, o qual não foi mais achado, pois Deus para Si o tomou (Gênesis 5.24). Sem dúvida, os que andam com o Altíssimo permitem que sejam tomados por Ele.

Se estivermos no Caminho do Senhor, seguindo lado a lado com Ele e deixando que Sua sabedoria nos dirija, nada nos decepcionará. Por outro lado, se não andarmos com Ele nem consultarmos Sua direção, seremos guiados pela vaidade dos nossos sentidos. Porém, quando agimos dessa forma, achando que podemos decidir por nós mesmos, somos comparados pelo Senhor com o homem insensato: aquele que construiu sua casa sobre terreno arenoso e, com as chuvas e fortes correntezas, teve sua moradia desmoronada. A vaidade do nosso sentido é um péssimo terreno para a construção de qualquer edificação; ela não suporta as tempestades desta vida.

Quem é prudente não se apressa. Antes, deposita seus planos no altar divino, sabendo que, no tempo certo, receberá a direção e porá mãos à obra. Depois de ter cavado fundo, lança seu alicerce sobre a Rocha – o Senhor (Salmo 31.2,3) – e nada abalará sua construção, nem mesmo o pior temporal.

Essa história de “pegar ou largar”, de agir no impulso, não provém de Deus. Quem age apressadamente ou toma atitudes erradas para amealhar riquezas ou solucionar problemas não obedece ao Senhor e, por isso, peca. Para que os fins sejam abençoados, os meios têm de ser aqueles dados pelo Pai celeste. Há, porém, muitas pessoas dominadas por demônios por não observarem quem as impulsiona. A Palavra declara que, para essas, o salário do pecado é a morte, a natureza de Satanás (Romanos 6.23). Por outro lado, os justos, além do sucesso obtido, receberão um bônus dado pelo Senhor.

Onde não há paz, a mão de Deus não está operando. Então, é melhor não possuir riqueza nenhuma – mas ter a presença divina – do que acumular muitos tesouros com a operação do diabo. Afinal, o Senhor não pode guardar um bem que foi adquirido com a ajuda do inimigo.

Só permanecerá a casa que for construída sobre a Rocha. Por isso, preste atenção: não aceite nada que provém do erro, mas aja sabiamente e busque apenas a ajuda do Altíssimo.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

terça-feira, 16 de junho de 2009

BÊNÇÃOS IMUTÁVEIS


“Porque as montanhas se desviarão e os outeiros tremerão; mas a minha benignidade não se desviará de ti, e o concerto da minha paz não mudará, diz o SENHOR, que se compadece de ti” (Isaías 54.10).

As decisões do Senhor não mudam, são eternas. O ato dEle de ter olhado para nós e nos amado, compadecendo-Se de nós, jamais se desviará da nossa vida, pois a Aliança que Ele fez no sangue de Jesus é para sempre.

Assim como o Altíssimo não sofre variação, as decisões dEle não são alteradas. Tudo pode mudar, mas o Senhor jamais será movido por nada. Ele é a Rocha na qual devemos construir a nossa confiança (Isaías 26.4). Quando Deus decidiu nos amar e fazer povo Seu, Ele fez isso para nunca Se arrepender. As montanhas, por mais firmes que pareçam ser, irão desviar-se. Os outeiros também se mudarão, mas as resoluções divinas não sofrem modificações. Ainda que nos esqueçamos dEle e Lhe viremos as costas, o que Ele fez em nosso favor continuará para sempre.

O coração benigno do Senhor fez com que Ele olhasse para nós – seres sem expressão, pecadores com os piores qualificativos – e nos amasse apesar de nossas imperfeições. Haja o que houver, essa benignidade não nos desamparará, mas estará sempre diante dEle, como um advogado, pleiteando a nossa causa. Se o prezado leitor foi muito longe no pecado e agora está convencido de que Deus não mais Se interessa por você, não deixe o diabo enganá-lo mais, pois a bondade a qual fez com que Ele amasse você não irá abandoná-lo. Ela está em operação para favorecer sua vida!

Temos outro favor divino de suma importância: a eterna Aliança feita no sangue de Jesus. Nela, temos direito ao perdão de todos os nossos pecados e a todas as bênçãos que Deus tem e pode produzir. Nesse pacto, a nossa sorte foi selada para sempre. Ninguém nos pode tirar das mãos de Deus e do Senhor Jesus Cristo (João 10.27-30). Tudo isso é nosso porque a compaixão divina foi decretada sobre nós. Só sairemos da presença divina se formos estúpidos o suficiente para acreditarmos nas mentiras do inimigo. Somos o melhor de Deus, e Ele deseja aperfeiçoar-nos.

Quando Davi caiu em pecado com Bate-Seba, Deus mandou o profeta Natã repreender o rei para que este não ficasse separado do Senhor (2 Samuel 12). O mesmo o Pai faz com todas as pessoas que se deixam levar pelo engano do pecado e saem da Sua presença. Não importa o quão longe você tenha ido, volte agora! Este é o momento para se acertar com Deus!


Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

terça-feira, 9 de junho de 2009

DEUS SUPRIRÁ


“O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus” (Filipenses 4.19).

O Senhor está preparado para suprir todas as nossas necessidades, e Ele faz isso em glória, não com chicote. A razão disso é o sacrifício de Jesus no Calvário, o qual comprou para nós o direito de sermos abençoados. Por isso, Deus não mede esforços para nos agraciar, mas o faz segundo Suas riquezas. E quão grandes são elas! Quem crer no Senhor verá Suas bênçãos, sem acrescentar dores.

O Altíssimo não pode conviver com a iniquidade nem com as consequências dela. Além disso, não aceita a miséria, a escassez e a pobreza, as quais entraram no mundo com a queda de Adão (Romanos 5.12). No entanto, quando Jesus foi à cruz do Calvário, Ele tomou sobre Si todas as nossas doenças, enfermidades, transgressões e também o castigo que nos traz a paz – a solução (Isaías 53.4,5); portanto, não temos mais de sofrer por absolutamente nada! Devemos, sim, desfrutar a vida abundante que Ele nos veio trazer (João 10.10). A única doutrina sadia é a bíblica, por isso, creia no que a Palavra declara e passe a viver em vitória. Por causa do que o Criador sofreu, temos direitos que serão confirmados pelo poder celestial quando crermos.

O nosso Pai não precisa do diabo para fazer Sua obra de disciplinar os Seus e fazê-los andar no Caminho. Por isso, quem estiver sob qualquer ataque do inferno pode pedir a ajuda do Senhor. Depende apenas de nós a ação do poder divino em nossa vida. Agora, Ele está trabalhando em favor dos Seus. Inclua-se, então, no grupo de pessoas beneficiadas!

A Sua obra é santa, meiga, suave, e é operada pelo amor. Deus não usa nenhum tipo de sofrimento para ensinar Seus filhos a Lhe obedecerem. Mas, se não assumem as direções que Ele lhes dá, eles serão atacados pelo inimigo, o qual, mentiroso como é (cf. João 8.44), fará com que pensem que é a mão de Deus a discipliná-los. Acorde! Ele supre as nossas necessidades em glória, não com açoites.

O Senhor realizará o que for necessário para que você usufrua do que Cristo lhe comprou; para isso, Ele utiliza Suas riquezas. Como ajudava Israel na luta contra os inimigos, o Senhor também o auxiliará. As dádivas de Deus são imensuráveis. Ele é completo! Dispor da Sua capacidade é a chave para a solução do que o aflige.

É importante começar a utilizar agora os tesouros do Altíssimo. Deixar para depois é permitir que o inimigo engane você. Quando o Senhor lhe abre uma porta, ela está à sua disposição; você não precisa pedir a Ele que a abra de novo. Então, entre por ela neste momento!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

domingo, 31 de maio de 2009

NÃO DÊ NENHUM ESPAÇO AO DIABO


“Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira. Não deis lugar ao diabo” (Efésios 4.26,27).

Algumas vezes, as atitudes de certas pessoas nos chateiam e fazem com que nos iremos. No entanto, quando chegamos a esse nível, não devemos deixar que a ira nos leve a pecar. Nesse caso, o melhor é oferecer o perdão, ainda que tenhamos prejuízo. O nosso coração deve abrigar somente o Espírito de Deus, mas, quando transgredimos, damos lugar ao diabo.

Dizer que nada nos incomoda é faltar com a verdade. Geralmente, ficamos incomodados quando alguém nos faz algo desagradável. Até quem vive consagrado se ira em algum momento. No entanto, não é bom chegarmos a esse ponto, pois, se estivermos furiosos, poderemos tomar atitudes das quais nos arrependeremos depois. O aborrecimento pode levar ao ódio, e esse, certamente, fará com que exerçamos a justiça própria, o que nunca é proveitosa. Se, diante de uma situação desagradável, nós nos irritamos, devemos ter o cuidado para não pecarmos.

Em Sua bondade, o Altíssimo permite a ira, mas, se ela puder ser evitada, será uma boa atitude. Bom mesmo é ter os atributos divinos – o perdão, a paciência, a mansidão e o domínio próprio, dentre outros – e sempre usá-los. Além disso, quem nos ofende ou magoa não está sendo instrumento do Senhor, mas, sim, do inimigo, o qual tudo fará para nos colocar fora da presença divina.

Infinitamente melhor é, em vez de se irar, oferecer perdão (Salmo 37.8). Não importa se teremos ou não algum tipo de perda; Jesus ensinou que, se não perdoarmos, não seremos perdoados (Marcos 11.25). Se, hoje, negamos o perdão, amanhã podemos necessitar de que o Pai nos perdoe, e Ele não poderá fazê-lo, pois transgredimos uma lei espiritual. A falta de perdão entre os homens leva o Senhor a também não desculpar os nossos erros. Esse assunto não é sério demais? Pense nisso e decida!

O pior acontece quando pecamos porque damos lugar ao diabo. Ao entrar em nossa vida, Satanás causa grandes e penosos danos. Sabendo disso, o melhor a fazer é perdoar, sem levar em consideração o que nos acontece durante a nossa caminhada. Quem age dessa forma iguala-se ao Senhor em amor e nobreza.

Por outro lado, o coração rancoroso, que não perdoa, sofre muito; afinal, guardar ressentimento e ódio faz com que o homem padeça tanto ou mais do que o ato de quem foi usado pelo maligno para ofendê-lo. Além disso, se o diabo usou alguém para magoar uma pessoa, agora, ele vai querer usá-la para se ofender.

Se somos templo do Espírito Santo, devemos apenas abrigá-lO. Sendo assim, dar lugar ao adversário, além de nos fazer um mal muito grande, afasta-nos da presença divina, pois o Senhor não pode habitar onde o diabo faz morada. Por isso, não deixe o Altíssimo mudar-Se do seu coração.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

LOUVOR NORTE 2008 | FERNANDINHO - NADA ALÉM DO SANGUE

sábado, 30 de maio de 2009

DEUS TEM SENTIMENTOS


“Porque a sua ira dura só um momento; no seu favor está a vida; o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã” (Salmo 30.5).

O nosso Deus é sentimental. Ele Se ira com as nossas atitudes erradas, entretanto, depois que Sua fúria passa, o Altíssimo volta a Se interessar por nós. É nessa atitude favorável do Senhor que está a vida. Ele até pode tê-lo deixado sozinho, mas o fez para que você sentisse quão pavorosa é a noite. Então, a manhã chega, trazendo consigo a alegria que o levanta e renova.

Quando sentir, em seu coração, o desejo de se converter, é sinal de que o favor divino está revelando-se a ele. Por isso, não perca a aproximação de Deus em sua vida. Quanto mais O conhecer, mais aprenderá que Ele tem sentimentos. O Senhor Se alegra com o seu sucesso, mas Se entristece com suas más ações. Quando você Lhe obedece, obtém mais vigor, pois a alegria do Senhor é a sua força (Neemias 8.10). No entanto, o contrário também acontece. Se desprezá-lO ou desobedecer aos Seus mandamentos, a sua vitalidade se esvai e qualquer inimigo, por mais estúpido ou fraco que seja, consegue fazê-lo cair e sofrer.

Bom seria que nunca entristecêssemos o Senhor! No entanto, nossas más ações fazem com que Ele fique nesse estado, e isso não é bom. Algumas atitudes muito erradas chegam a fazer com que Ele Se ire – e é evidente que não queremos que isso aconteça. Por isso, se, por algum motivo, você irou o Todo-Poderoso, não se desespere. Antes, confesse seu pecado a Ele, peça-Lhe perdão e espere a paz e alegria do Senhor em seu coração. Quando esses dois sentimentos inundarem seu ser, sentirá que Deus, pessoalmente, restaurou-lhe a comunhão.

Não sabemos exatamente o que o Altíssimo sofre, mas isso acontece pela nossa estupidez. No entanto, o arrependimento acompanhado de uma oração sincera – como, muitas vezes, Moisés fez em favor dos israelitas, no deserto (Números 14.19) – aplaca a ira divina. Então, uma vez que ela chega ao fim, o Pai celeste volta a trazer o contentamento e a paz ao filho que errou e arrependeu-se verdadeiramente. É bom saber que Deus tem sentimentos, não é verdade?

Um sinal de que o favor divino voltou a nos alcançar é quando o nosso coração passa a sentir o desejo de buscar o Senhor, confessando o pecado. Nessa iniciativa de Deus, está a vida!

O Altíssimo nos deixa a sós por um leve momento, mas para que sintamos quão terrível é viver na escuridão. Então, quando o dia chega, a alegria volta a inundar o nosso ser. Então, nós nos levantamos, sentimo-nos amados e voltamos a ser fortes. O amor do Todo-Poderoso em nosso coração nos faz reviver, e, somente assim, realizamo-nos e nos tornamos verdadeiramente filhos abençoados. Por isso, não é bom perder a visitação do Senhor.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

segunda-feira, 18 de maio de 2009

LUTE PELO SEU PASTOR


“Os quais pela minha vida expuseram a sua cabeça; o que não só eu lhes agradeço, mas também todas as igrejas dos gentios” (Romanos 16.4).

As pessoas que, verdadeiramente, conhecem a Palavra de Deus sabem que o diabo tem como estratégia destruir o pastor para as ovelhas se dispersarem. Quem é de Deus ora pelo seu pastor, luta por ele e, se necessário, até expõe a vida para que o servo de Deus continue na batalha. Assim fizeram os homens que lutavam ao lado de Davi, quando colocados à prova, ao buscar a água que esse desejava beber. Não fuja de nenhum desafio que lhe for dado. Seja menos egoísta e pense em quem foi colocado pelo Senhor Deus para cuidar do Seu rebanho.

O diabo fará tudo para impedir a obra de Deus de continuar. Se não fossem algumas pessoas que realmente temiam o Senhor, o Evangelho não teria chegado até nós. Elas expuseram-se ao perigo, e muitas foram torturadas, mutiladas e mortas por amor a Cristo. Sem dúvida, terão uma justa recompensa por toda a eternidade.

Para cumprir seu propósito, o inimigo investe contra os que foram chamados para o ministério com grande fúria. Ele entende que, se o líder cair, o povo irá dispersar-se. Por isso, é de fundamental importância orar pela igreja de modo geral, bem como pelo pastor, pelos obreiros e por todos os que fazem parte da casa do Senhor.

Aquele que provou o quanto a Palavra é importante importa-se em clamar pelo seu líder. Há casos em que não basta apenas interceder, mas até expor a vida. Muito fará pela obra de Deus quem se esforçar para que a mensagem continue chegando aos pecadores, bem como aos santos também.

Quando Davi desejou beber da água que havia no poço de Belém, os três valentes provaram que não estavam ao seu lado por acaso. Correndo o risco de perderem a vida, adentraram no território do inimigo e levaram ao servo de Deus um pouco daquela água (2 Samuel 23.15-18). Deus ainda orienta os pastores a manifestarem semelhantes desejos aos valentes que estão ao seu lado hoje.

Não importa o desafio, faça-o conforme suas forças. Nenhum filho de Deus deve deixar-se usar pelo egoísmo. Quem fizer ainda que for um pequeno favor a um dos pequeninos do Senhor receberá sua recompensa (Mateus 10.42). O que você receber por ter feito alguma coisa a alguém de Deus é somente uma amostra do que lhe será dado na eternidade.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Cristão dono de blog é solto após dois meses na prisão

Cristão dono de blog


Cristão dono de blog é solto após dois meses na prisão

ARÁBIA SAUDITA (2º) - Hamoud Saleh Al-Amri, 28, preso em janeiro por escrever em seu blog sobre a decisão de seguir a Cristo, foi solto pelas autoridades sauditas em 28 de março de 2009. Ele foi proibido de viajar para fora do país ou aparecer na mídia. Em uma nova entrada em seu blog, Hamoud atribui sua soltura à pressão que uma rede de direitos humanos, entre as muitas que fizeram campanha para que ele fosse solto, exerceu sobre as autoridades sauditas.

Hamoud foi preso em 13 de janeiro de 2009, e ficou na prisão política de Eleisha, em Riyadh. Ele havia escrito em seu blog sobre a decisão de deixar o islã e seguir a Cristo, e também foi crítico com o sistema judiciário em seu país, destacando a corrupção e os abusos de direitos humanos. Essa foi a terceira vez que Hamoud foi preso.

Após a última prisão, as autoridades sauditas e o Google bloquearam o acesso ao seu blog, no que alegaram ter ocorrido uma violação dos termos de prestação de serviço, antes de restaurar a conexão em 5 de fevereiro de 2009, devido à pressão do público.

A complacência das autoridades sauditas nesse caso surpreendeu alguns analistas, dada a natureza da crítica ao regime e alegação explícita de ter deixado o islã, feitas por Hamoud. Apesar de haver algumas tentativas para uma reforma, a Arábia Saudita permanece um país onde a expressão política é muito restrita, e somente uma versão do islamismo sunita pode ser praticada abertamente. Outras formas de islamismo e outras religiões são restringidas.

A pena de morte por apostasia continua em vigor. Apesar de não existir registros de que essa sentença tenha sido executada nos últimos anos, assassinatos extra-judiciais de convertidos são muito comuns. Em agosto de 2008, a mídia regional relatou que um homem saudita trabalhando em uma comissão local assassinou sua família, Fatima, porque ela se converteu ao cristianismo.

Tradução: Deborah Stafussi

:: Fonte: Site Portas Abertas.

quarta-feira, 6 de maio de 2009

A IMPORTÂNCIA DA INTERCESSÃO



“E disse o SENHOR: Conforme a tua palavra, lhe perdoei” (Números 14.20).

A intercessão tem um poder muito grande diante do Senhor. Moisés clamou ao Altíssimo quando, aparentemente, não havia mais saída para os filhos de Israel. Esse fato é um exemplo de que o nosso Deus dá ouvidos aos Seus servos, quando eles intercedem pelos perdidos. A ousadia na intercessão move o Senhor.

Quem sente o chamado para ser intercessor deve entender que tem um ministério dado pelo Pai para ser executado com sucesso. Essa pessoa possui a autoridade concedida por Deus de pleitear a causa de alguém e “tapar a brecha”. Ao executar sua missão, o intercessor descobre palavras, argumentos, que jamais pensou possuir e alcança a vitória por estar seguindo a direção do Senhor.

No caso que estamos estudando, Deus disse a Moisés que o tinha ouvido e afirmou-lhe que havia perdoado a nação de Israel. Se esse servo do Senhor não tivesse pleiteado de modo correto, o Altíssimo teria destruído todos aqueles que saíram do Egito e feito de Moisés a nação escolhida. Na verdade, não havia mais saída para os hebreus, no entanto, a intercessão de Moisés mudou esse quadro.

Se o povo de Deus clamar segundo a vontade do Senhor, expressa nas Escrituras, o Senhor ouvirá e libertará os pecadores que tanta vergonha e males causam à sociedade. Não podemos permitir que os perdidos partam sem terem tido a oportunidade de conhecer Jesus – podemos levar milhões para o Céu.

A intercessão, bem como qualquer outro ministério, precisa ser feita com intrepidez. Desse modo, quem executar a sua chamada, com coragem e destemor, verá o Senhor mudando as situações, perdoando pecadores, curando enfermos e dando novas oportunidades a quem se acha perdido nos enganos do diabo.

Desempenhe sua missão no Corpo de Cristo com fé e determinação. Não tenha receio de se colocar diante de Deus e pleitear a causa dos perdidos, mas use os argumentos que a Palavra de Deus fornece. Quem militar com as armas da justiça, sem dúvida, verá o poder de Deus atuando em favor dos que foram abençoados por meio de suas orações. O intercessor pode muito em seu ministério.

Não importa a missão que Ele nos dá. Ao exercê-la, veremos que isso é o que agrada ao nosso Pai e, então, obteremos sucesso, sabendo que a alegria do Senhor é a nossa força (Neemias 8.10). Faça uso do ministério da intercessão e seja uma bênção para os sofredores. Qualquer trabalho realizado com fé é bem-sucedido.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

sexta-feira, 24 de abril de 2009

domingo, 19 de abril de 2009

(1 Pedro 5:6-9)

"Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte, lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar; resisti-lhe firmes na fé, certos de que sofrimentos iguais aos vossos estão-se cumprindo na vossa irmandade espalhada pelo mundo."
(1 Pedro 5:6-9)

segunda-feira, 13 de abril de 2009

O tempo estar proximo JESUS estar voltando

a vinda do filho de Deus
terremotos
guerras
Fome
A igreja peseguida . milhões de pessoas serão peseguidas por amor oa nome de Deus

O tempo estar proximo

numeros 23 :19 19 Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?






João 14:1 a 3
1 ¶ Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.
2 Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar.
3 E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.


lucas 21:08a 19

8 Disse então ele: Vede não vos enganem, porque virão muitos em meu nome, dizendo: Sou eu, e o tempo está próximo. Não vades, portanto, após eles.
9 E, quando ouvirdes de guerras e sedições, não vos assusteis. Porque é necessário que isto aconteça primeiro, mas o fim não será logo.
10 Então lhes disse: Levantar-se-á nação contra nação, e reino contra reino;
11 E haverá em vários lugares grandes terremotos, e fomes e pestilências; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu.
12 Mas antes de todas estas coisas lançarão mão de vós, e vos perseguirão, entregando-vos às sinagogas e às prisões, e conduzindo-vos à presença de reis e presidentes, por amor do meu nome.
13 E vos acontecerá isto para testemunho.
14 Proponde, pois, em vossos corações não premeditar como haveis de responder;
15 Porque eu vos darei boca e sabedoria a que não poderão resistir nem contradizer todos quantos se vos opuserem.
16 E até pelos pais, e irmãos, e parentes, e amigos sereis entregues; e matarão alguns de vós.
17 E de todos sereis odiados por causa do meu nome.
18 Mas não perecerá um único cabelo da vossa cabeça.
19 Na vossa paciência possuí as vossas almas.







marcos 13

21 E então, se alguém vos disser: Eis aqui o Cristo; ou: Ei-lo ali; não acrediteis.
22 Porque se levantarão falsos cristos, e falsos profetas, e farão sinais e prodígios, para enganarem, se for possível, até os escolhidos.
23 Mas vós vede; eis que de antemão vos tenho dito tudo.
24 ¶ Ora, naqueles dias, depois daquela aflição, o sol se escurecerá, e a lua não dará a sua luz.
25 E as estrelas cairão do céu, e as forças que estão nos céus serão abaladas.
26 E então verão vir o Filho do homem nas nuvens, com grande poder e glória.
27 E ele enviará os seus anjos, e ajuntará os seus escolhidos, desde os quatro ventos, da extremidade da terra até a extremidade do céu.
28 ¶ Aprendei, pois, a parábola da figueira: Quando já o seu ramo se torna tenro, e brota folhas, bem sabeis que já está próximo o verão.
29 Assim também vós, quando virdes sucederem estas coisas, sabei que já está perto, às portas.
30 Na verdade vos digo que não passará esta geração, sem que todas estas coisas aconteçam.
31 Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não passarão.
32 Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai.
33 Olhai, vigiai e orai; porque não sabeis quando chegará o tempo.
34 E como se um homem, partindo para fora da terra, deixasse a sua casa, e desse autoridade aos seus servos, e a cada um a sua obra, e mandasse ao porteiro que vigiasse.
35 Vigiai, pois, porque não sabeis quando virá o senhor da casa; se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã,
36 Para que, vindo de improviso, não vos ache dormindo.
37 E as coisas que vos digo, digo-as a todos: Vigiai



O tempo estar proximo muitas coisas estaõ se cumprindo

a vinda do Filho de DEUS

e você ja entregou sua vida a JESUS

pois pense bem porque amanhã pode ser muito tarde

JESUS ESTAR VOLTANDO

Eternamente Jesus

Apocalipse 2: 19

Mateus 7:14,15

"porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela. Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores."
(Mateus 7:14,15)

sexta-feira, 10 de abril de 2009

ETERNAMENTE JESUS: Mensagem

ETERNAMENTE JESUS: Mensagem

Mensagem

Nunca Desista dos seus Sonhos!


"Para um José sonhador: Deus têm uma cadeira de
Governador; Para uma Jacó que luta com o anjo:
Deus têm um novo nome de Vencedor; Para uma Ana
perseveante: Deus têm um menino Profeta;
Para um Um Davi guerreiro e ungido: Deus tem a pedrinha
que nunca Erra; Para um Moisés obediente: Deus têm um
cajado que abre o mar; Para três jovens corajasos: Deus
têm um passaporte para dentro do fogo passear;
Para quem têm sonhos: Deus têm Realização;
Para quem têm Fé: Deus têm sua poderosa mão;
Para quem têm Esperança: Deus têm honra e Restauração:
Para quem luta e não recua: Deus têm a unção de Campeão!

Deus não esquerceu de você



"Sempre há muitos desafios, surpresas, tristezas e alegrias...
A vida é feita assim... (Rom 12.12). Às vezes nos deparamos
com situações que nos afligem, nos fazem sentir e até mesmo
chorar... Mas saiba por certo que, a cada momento da vida, cada
lágrima caída, cada sorriso dado, está tudo anotado no diário de
Deus... (Salm 56.8). E pode ter certeza que nem um segundo Ele
esqueceu de anotar, anotou suas lutas, seus choros (Salm 6.8),
mas com um detalhe, Ele não esqueceu de anotar o dia de sua
vitória! (Prov 21.31). Então eu vim aqui para te dizer:
Não desista de teus projetos e sonhos porque antes mesmo deles
serem projetados por você, já foi projetado e anotado por DEUS!"

quinta-feira, 9 de abril de 2009

(Mateus 6:31-34)


"Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos? Porque os gentios é que procuram todas estas coisas; pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas; buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal."
(Mateus 6:31-34)

Salmo 121:1-8


"Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do SENHOR, que fez o céu e a terra. Ele não permitirá que os teus pés vacilem; não dormitará aquele que te guarda. É certo que não dormita, nem dorme o guarda de Israel. O SENHOR é quem te guarda; o SENHOR é a tua sombra à tua direita. De dia não te molestará o sol, nem de noite, a lua. O SENHOR te guardará de todo mal; guardará a tua alma. O SENHOR guardará a tua saída e a tua entrada, desde agora e para sempre."
(Salmos 121:1-8)

terça-feira, 7 de abril de 2009

FAÇA O QUE LHE FOI DETERMINADO


FAÇA O QUE LHE FOI DETERMINADO

Porque cada qual levará a sua própria carga (Gálatas 6.5).

Foi decidido no Céu que cada um de nós deve levar a sua carga. Então, é necessário que ensinemos as pessoas a viverem pela fé, como faz o justo (Habacuque 2.4, Romanos 1.17, Gálatas 3.11). Quem não aprender a fazer a obra de Deus não obterá sucesso. O Senhor não cancelou a lei da intercessão – ela é real e funciona (Tiago 5.16) –, porém, quando alguém aprende a fazer por si o que lhe compete, ele, certamente, realiza o melhor. No âmbito espiritual, ninguém pode substituir o outro no ato de aceitar Cristo como Salvador nem no de crer no Senhor para que milagres ocorram. Para vencermos, basta seguirmos o que a Palavra de Deus orienta e fazermos o que nos foi destinado.

O Criador planejou que levássemos nosso fardo, então, podemos ter certeza de que fomos feitos com essa capacidade. Mas de que modo isso pode ser feito? Com a fé que recebemos ao dar ouvidos à Palavra de Deus (Romanos 10.17)! Isso não mudará, ainda que alguém peça a carga de outrem para carregar.

O melhor que pode acontecer a uma pessoa é aprender a viver da fé. Esse é o único meio de vencer as lutas que surgem, muitas vezes, para destruir. Se alguém é ensinado a fazer a sua parte e o faz, o Senhor cumpre a parte dEle. De uma coisa podemos estar certos: todo aquele que assumir seu lugar em Cristo tornar-se-á vitorioso (Romanos 8.37).

Por outro lado, mesmo sendo muita religiosa, se a pessoa não aprender a fazer o que lhe diz respeito, a obra de Deus não será concretizada na vida dela. O sucesso somente é possível para quem obedece ao que está prescrito na Palavra.

Talvez alguém pergunte se a lei da intercessão não funciona. Sim, ela funciona, mas é limitada. Por exemplo: quando éramos bebês, alguém cuidava de nós, mas, ao crescermos, passamos a fazer as coisas por nós mesmos. Por comparação, a lei da intercessão não suprime a responsabilidade pessoal. Aquele que não trabalha não pode comer do trabalho alheio (Salmo 128.2).

A verdade é que quem aprende a fazer seu dever cumpre-o melhor do que qualquer outro, por mais bem interessado que esse esteja. A intercessão funciona para ajudar a pessoa a abrir os olhos e ser salva, contudo, somente ela pode aceitar Cristo, pois o ato é personalíssimo. A intercessão funciona também na cura e em relação a outras bênçãos, mas será bem mais proveitoso que o indivíduo creia por si mesmo.

O melhor é cumprirmos o que nos foi dado como missão, assim como Jesus cumpriu a dEle. Para isso, temos a Palavra de Deus, a qual é o Manual que nos orienta a nos conduzirmos e fazermos o que nos compete de acordo com a vontade divina. Se assim agirmos, seremos bem-sucedidos.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

domingo, 5 de abril de 2009

Jesus e a Luz

Jesus e a Luz


Pois Jesus disse: Eu sou que vim ao mundo , para que todos aquele que crê em mim não permaneça nas trevas

João 12:46

Existe dois caminho céu e inferno morte e vida eterna

Jesus veio ao mundo para dar vida eterna e vida com abundancia ele e o único caminho para chegar a Deus
Aquele que anda com Jesus esse anda na luz .mais para ter essa Luz sempre em nosso caminho precisamos estar firme com Jesus

Mas aquele que diz que estar na luz e odeia seu irmão
Ate agora estar em trevas 1joão 2:9 porque temos que amar o próximo como a nos mesmo se queremos estar na luz temos que estar em comunhão com Deus

Jesus morreu para que todos nos arrependece dos nossos
Pecados. e um dia essa luz estará de volta para buscar aqueles que guardaram seus mandamento e suas palavras .e levar os escolhidos com ele para um lugar que a gloria de Deus tem iluminado e o cordeiro é a sua lâmpada Apocalipse 21:23

E as nação dos salvos andarão á sua luz ; e os reis da terra trarão pra ela a sua gloria e honra Apocalipse 21:24

arependeivos porque estar chegando o grande dia .

Jesus estar voltando

Eternamentejesuscom.blogspot.com/

05/04/2009

Provérbios 3:13 ¶ Bem-aventurado o homem que acha sabedoria, e o homem que adquire conhecimentos

sexta-feira, 3 de abril de 2009

UMA UNIÃO QUE SANTIFICA QUALQUER ALIMENTO

UMA UNIÃO QUE SANTIFICA QUALQUER ALIMENTO

Porque, pela palavra de Deus e pela oração, é santificada (1 Timóteo 4.5).

A Palavra de Deus e a oração têm um poder além da nossa compreensão: elas santificam qualquer alimento, desde que recebido com ações de graças. Os corruptos de entendimento trazem as proibições da Lei de Moisés para os nossos dias. Não sabendo o que falam, são usados pelo inimigo para nos privar de prazeres e bênçãos os quais estão à nossa disposição. De suas bocas saem mentiras por causa das mentes fracas. São hipócritas e têm a própria consciência cauterizada (1 Timóteo 4.1,2; Efésios 4.18). No entanto, tudo é puro para quem é puro (Tito 1.15).

A união da Palavra de Deus e da oração coloca o poder do Senhor em ação. Agindo conjuntamente, elas santificam qualquer alimento. A oração feita de acordo com a Palavra é chamada da oração da fé, a qual pode até perdoar pecados quando feita sobre um doente. O limite para a operação do poder do Altíssimo na vida de uma pessoa a qual age segundo as Escrituras e ora é o quanto ela crê.

Todos os alimentos devem ser recebidos com ações de graças, e não com o balbuciar de algumas palavras que certas pessoas proferem diante de um prato de comida. Muitas vezes, elas oram para não ficar mal diante dos presentes, ou por costume. Mas, se a oração for feita com fé no que a Palavra declara, ainda que no alimento se encontre algo mortífero, nada de ruim sucederá a quem foi agradecido ao Senhor.

As pessoas que não se curvam diante de Deus têm o entendimento corrompido pelas coisas do mundo. Como sepulcros caiados, pela maneira como falam e procedem, parecem-se bonitas espiritualmente, mas seu interior está todo comprometido com os enganos do inferno (Mt 23.27). Elas chegam até proibir o casamento, o qual é digno de toda honra.

O que sai dos lábios delas não deve ser levado a sério, pois falam mentiras. Suas mentes não-fortalecidas pela Palavra de Deus buscam em qualquer fonte inspiração para a realização de seus maus propósitos.

Esses débeis espirituais acham que o Senhor lhes dará um desconto por estarem esforçando-se para fazer a “vontade” de Deus, mas, na verdade, é a vontade deles que realizam. Como são hipócritas e não querem humilhar-se diante do Pai, não conseguem produzir nada que se possa aproveitar. O que é nascido da carne não tem jeito: é carne (Jo 3.6). A consciência deles já não os incomoda mais por estar cauterizada.

Para aqueles que são puros, tudo o que Deus criou é puro e deve ser recebido com ações de graças. Seja um praticante da Palavra e da oração, a união que santifica qualquer alimento.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

sou blogueira de coraçao



Visual Poetry - ImageChef.com


ofereço aos meus amigos essa pequena lembrança em forma da minha amizade

para voces postar em seu blog



que Deus abençoe a todos








http://deusfaraacontecer.blogspot.com/ Meire

http://virtuosasmulheres.blogspot.com/


http://enunmundoirrealytu.blogspot.com/ Araunapeka


http://aldalorenn.blogspot.com/ Lorenn


http://arrebatadaserei.blogspot.com/ Danuza



http://www.aotoquedoamor.blogspot.com/ Sandra Veneziani



http://aprenderesonhar.blogspot.com/ Sandra


http://aprenderesonhar.blogspot.com/ Nira


http://jesusminhapaz.blogspot.com/ Muniz


http://dricahorta.blogspot.com/ Adriana Horta

a todos agradeço pela amizade que Deus abençoe voces sempre

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Josué Yrion missões parte 1/6













Este video mostra o plano de Deus para o mundo, pois o mundo precisa de Deus. Esse é o objetivo de cada cristão. Deus precisa de você!
Este video mostra o plano de Deus para o mundo, pois o mundo precisa de Deus.
Esse é o objetivo de cada cristão.
Deus precisa de você!
Categoria: Filmes e desenhos
Palavras-chave:
Josué Yrion mssões parte 1/6

segunda-feira, 30 de março de 2009

presente selo amigo






"Em todo tempo ama o amigo, e na angústia se faz o irmão."
(Provérbios 17:17)





selo premio esse blog faz amigos

100% Amigo

ofereço para



http://deusfaraacontecer.blogspot.com/ Meire

http://virtuosasmulheres.blogspot.com/


http://enunmundoirrealytu.blogspot.com/ Araunapeka


http://aldalorenn.blogspot.com/ Lorenn


http://arrebatadaserei.blogspot.com/ Danuza



http://www.aotoquedoamor.blogspot.com/ Sandra Veneziani



http://aprenderesonhar.blogspot.com/ Sandra


http://aprenderesonhar.blogspot.com/ Nira


http://jesusminhapaz.blogspot.com/ Muniz


http://dricahorta.blogspot.com/ Adriana Horta

a todos agradeço pela amizade que Deus abençoe voces sempre

presente para Sandra Veneziani






Para minha amiga Sandra Veneziani do blog Ao toque do Amor

retribuindo a vizita eo selo


http://www.aotoquedoamor.blogspot.com/

Mais um selo






Oba!!! :) :)

acabo de receber mais um selo da minha amiga

Sadra Veneziane do blog Ao toque do Amor

amiga muito obrigada que Deus te ilumine sempre

muita Saude, paz ,amor e alegria em tua vida


http://www.aotoquedoamor.blogspot.com/

Proverbios 3:5




Cartões Animados
www.cartooes.com

blog Aprender e Sonhar. e tambem estou retribuindo a outras amigas






mais um selinho que ganhei agora foi da minha nova amiga Sandra do Blog Aprender e Sonhar

obrigada amiga que Deus sempre te abençoe



http://aprenderesonhar.blogspot.com/

agora retribuo para as minhas outras amigas


blogs

http://virtuosasmulheres.blogspot.com/


http://enunmundoirrealytu.blogspot.com/ Araunapeka



http://arrebatadaserei.blogspot.com/ Danusa


http://aldalorenn.blogspot.com/ Lorenn


http://deusfaraacontecer.blogspot.com/ Meire

obrigada a todas e fiquem com Deus ♥

sexta-feira, 27 de março de 2009

retribuindo o selo a Sandra Veneziani do blog Ao toque do Amor





http://aotoquedoamor.blogspot.com/

para minha amiga Sandra Veneziani do blog Ao toque do Amor

retribuindo o selo

Selo e flores que recebi da minha irma e amiga em Cristo Jesus Sandra Veneziani









Selo que recebi da minha irma e amiga em Cristo Jesus Sandra Veneziani.

Ao toque do Amor 27/03/09 agradeço de todo coraçao

http://www.aotoquedoamor.blogspot.com/

dia do blogueiro20março .

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

QuickPost Quickpost this image to Myspace, Digg, Facebook, and others!



selo recebido da minha amiga Sandra veneziani

quarta-feira, 25 de março de 2009

NUNCA PERCA A CHANCE DE SE ACERTAR

NUNCA PERCA A CHANCE DE SE ACERTAR
Não mentiste aos homens, mas a Deus (Atos 5.4d).

Mentir à autoridade instituída pelo Altíssimo é enganar ao Senhor. Sabemos que o Espírito Santo usa os servos de Deus na pregação e também na apuração de qualquer fato. Por isso, é melhor não errar, mas, se isso acontecer, não cometa o maior equívoco de tentar enganar o servo de Deus. Ananias e Safira poderiam ter sido poupados e iriam para o Céu caso se tivessem arrependido, mas não foi isso que aconteceu. Onde eles estão hoje?

Jesus disse que Ele é a Verdade (João 14.6); portanto, toda mentira que se diz é contra a Verdade, a qual é o Senhor. Como alguém pode ser tão iludido por Satanás a ponto de tentar ludibriar Aquele que é o oposto do engano? A maior besteira que uma pessoa pode cometer é faltar com a verdade. Quem mente está deliberadamente se afastando de Deus e se lançando nos braços do diabo, que é mentiroso e pai da mentira.

Aquele que não diz a verdade para o servo do Senhor, em outras palavras, está mentindo ao próprio Deus. Essa pessoa está com falta de juízo e vai pagar um preço tremendo pelo seu segundo erro, o qual, certamente, é maior que o primeiro.

O Espírito Santo usa os que estão no ministério, dando-lhes unção para pregar, entendimento, inspiração, poder para curar e expulsar demônios. Aqueles que são chamados por Deus são os representantes dEle no ato de realizar a obra divina (1 Coríntios 12.1-7). Além dessas atribuições, também são usados para advertir acerca de algum erro prestes a ocorrer e para apurar algum fato que está incomodando alguém. Hoje, a apuração é para o bem das pessoas, a fim de que elas se acertem (Isaías 55.6,7) antes do Dia do Juízo. Nessa ocasião, elas mesmas confessarão o erro, mas não haverá perdão.

Quem errou deve confessar tudo. Esconder um pouco que seja é continuar fazendo o que não é certo e ficar nas mãos do inimigo. O melhor é não cometer errar, mas, se aconteceu, não erre outra vez, tentando encobrir, para que possa alcançar misericórdia (Provérbios 29.1).

Se Ananias e Safira tivessem confessado o erro, certamente, teriam sido perdoados e restaurados à comunhão com o Senhor. Mas, como preferiram continuar com a mesma atitude equivocada, pereceram diante do homem de Deus e entraram para a eternidade em pecado.

Será que eles alcançaram misericórdia? Provavelmente não. Valeu a pena terem mentido? Perderam, sem dúvida, a oportunidade de ouro de se acertar com o Senhor. Jamais perca a sua chance de se acertar, ainda que o preço seja demasiadamente caro. Vale a pena pagar qualquer preço para ir para o Céu e não para o inferno.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

Jesus



Meu Universo PG

PG-Face a Face



segunda-feira, 23 de março de 2009

quarta-feira, 18 de março de 2009

terça-feira, 17 de março de 2009

Cristo e Vida

É pela Palavra por meio do Espírito que Cristo é vida para nós e nos transmite vida. Segundo a letra da Bíblia, muitos cristãos sabem que Cristo é vida, mas não são muitos os que podem dizer como Cristo pode ser vida para nós de maneira prática.

Devemos ter clareza de que Cristo é vida para nós porque Ele é a Palavra que se tornou Espírito vivificante. Porém, para receber Cristo, percebê-lo como realidade e experimentá-Lo como nossa vida, devemos conhecer a Palavra e saber como transferir a Palavra para o Espírito vivificante. Essa é a maneira de tomar Cristo como vida.

Para receber Cristo, percebê-Lo como realidade e experimentá-Lo como nossa vida, devemos conhecer a Palavra e saber como transferir a Palavra para o Espírito vivificante. Essa é a maneira de tomar Cristo como vida.

sábado, 14 de março de 2009

COMO SERÁ A VIDA ETERNA?


COMO SERÁ A VIDA ETERNA?


Todos querem saber o que "Vida Eterna" significa.
Não há cristão neste mundo que um dia não tenha indagado sobre o que seja a Vida Eterna.
Alguns se dão conta de sua grande importância, outros, pensando nisto apressadamente, acham que não é preciso perder tempo com tais idéias, imaginando que o tempo demora muito a passar e que preocupar-se com a Vida Eterna é para depois. “O céu pode esperar”, era o nome de um filme anos atrás. Pode mesmo? Esta é uma das questões da maior importância para nossa fé.
Como aprender o que seja a Vida Eterna?
Jesus Cristo lembrou que todos fomos criados para um dia vivermos com Deus para sempre.
As pessoas que o seguiam lhe pediam ajuda para poderem "alcançar a Vida Eterna", como o jovem rico (Mt 19,16). Todos foram instruídos por Jesus para aguardarem a Vida Eterna no fim da história: haverá uma Vida Eterna para os bons e uma Vida Eterna para os maus (Mt 25,46).
Os apóstolos, lembrando estes ensinos de Jesus, deixaram uma compreensão da Vida Eterna estreitamente relacionada com a salvação que o próprio Jesus nos trouxe: para merecer a Vida Eterna é preciso crer em Jesus (Jo 3,15; 4,14; 5,24; 6,40.47).
Antes de sua Encarnação o Filho de Deus já vivia na Vida Eterna, não humana ainda, mas divina.
Jesus pode dar a Vida Eterna porque Ele mesmo sempre a teve, antes de sua Encarnação (1Jo 1,2).
Jesus mesmo dá a Vida Eterna através de sua vida e ensino: Jo 6,47.68; quem comer de sua carne e beber de seu sangue terá uma Vida Eterna (Jo 6,54). Quem a receber de Jesus jamais será separado dele (Jo 10,28).
Jesus explica o que é a Vida Eterna: é "conhecer a Deus e ao Filho de Deus", isto é, entendendo biblicamente o "conhecer"; amar a Deus e a seu Filho (Jo 17,2-3). Somente quem sabe o que o amor significa pode entender, portanto, o que é a Vida Eterna. Jesus sabe o que significa o Amor a Deus e ao próximo. Ele pode nos ensinar isto. Portanto por meio dele entendemos o que é Vida Eterna: Amor sem fim, eternamente, por Deus e pela comunidade humana toda, por todas as criaturas de Deus.
E a vida que vivemos no tempo, não ainda na eternidade? O que tem a ver com a Vida Eterna?
Jesus ensina que é loucura ocupar a vida presente com coisas que nos façam perder a Vida Eterna: Jo 6,27; quem prefere a vida da terra à Vida Eterna, vai perder as duas: "quem ama sua vida a perde, mas quem pretere sua vida presente por causa da Vida Eterna, vai ganhar a Vida Eterna: Jo 12,25.
Só é válido em nossa vida presente o que garante a Vida Eterna. Desnecessário, inútil, inválido e até proibido por Deus é tudo o que a impossibilita:
· coisas desnecessárias: vaidades humanas (beleza, cultura do corpo, propriedades além do necessário, fama, admiração dos outros, prestígio, superioridade em relação a outros etc.)
· coisas inúteis: tudo o que faz perder tempo: diversão, lazer exagerados, caprichos etc.
· coisas inválidas: tudo o que não serve nem para os outros nem para o bem pessoal em vista da Vida Eterna: faz perder o sentido da vida: paixões de todos os tipos, coisas só negativas; entre estas coisas estão os falsos princípios: "Deus não existe" (Sl 14,1; 53,1), "não há Vida Eterna", comamos e bebamos, amanhã morreremos" (1Cor 15,32); "Só a mente humana nos pode salvar dos males deste mundo". "Não faz sentido falar de Fé, Salvação, Vida Eterna".
· coisas proibidas: Deus mesmo se encarregou de indicar os impedimentos à Vida Eterna dando-nos seus mandamentos. Por sua vez a Igreja nos ensina com seus próprios os mandamentos.
Sabemos que no Batismo recebemos o Espírito Santo (Mc 1,8).
São Paulo diz que é preciso, nesta vida, "semear para o Espírito Santo" para merecer a Vida Eterna (Gl 6,8). Como? Ele quer dizer que quem vive somente em função dos próprios gostos, egoísmos, caprichos, maldades, isto é, "semeando na carne", vai perder a Vida Eterna, uma vez que se esqueceu dela e quis gozar dos prazeres desta vida numa contínua lista de pecados.
Estas reflexões sobre a Vida Eterna nos levam a pensar na vida que vivemos na terra. Qual valor ela tem? É nosso uso do tempo que nos faz ver quanto nossa vida vale: só tem valor o tempo que for usado em vista da Vida Eterna; não tem valor quando perdido com inutilidades ou para o Pecado, impedimento para a Vida Eterna. Tudo passa, não volta mais. Tudo fica decrépito, tudo se decompõe, tudo se corrompe: tesouros, dotes humanos, grandes biografias, mesmo que daí algum um bem venha para a Vida Eterna.
Afinal, o que é a Vida Eterna?
· Seu começo está no fim do tempo dos seres humanos; o tempo tem fim; a eternidade não.
· é a nova e definitiva dimensão da existência, a que somente Deus sempre teve. 
· A Vida Eterna não é apenas a eternidade que anula o tempo; é Vida em plenitude: sem um limite, sendo, portanto, dom de Deus; ora, se Deus nos dá um este que é o maior dom, Ele o faz pelo Amor que tem por suas criaturas; terminado nosso tempo na terra, poderemos realizar o que nunca conseguimos antes de nossa ressurreição: pleno amor a Deus e aos outros, sem limites nem perdas para cada um; serenidade sem limites, com bondade, alegria sem fim, realização da maior de todos os anseios humanos, o de ser como Deus (Gn 2), com imortalidade, conhecimento do bem e do mal, ser como Deus;
· mas tudo isto de modo infinitamente superior a toda expectativa ou ambição humana: através da adoção por Deus de nós como seus filhos: como o Filho de Deus vivia eternamente com Deus, em sua Encarnação fez-se Homem para levar os seres humanos a terem a Vida de Deus, imersos na Trindade, Plenitude de Vida:
· O Filho, sendo Encarnado como Homem e Ressuscitado como Deus e Homem, nos dá a Vida Eterna que agora ele tem enquanto Homem, semelhante a nós;
· O Pai nos vê como imagens de seu Filho (Rm 8,29), nos adota como seus filhos (Ef 1,5);
· O Espírito dado no Batismo nos dá a consciência e percepção da filiação divina (Gl, 4,6; Rm 8,15s; Ef 1,5.13);
Efeitos desta compreensão no momento presente e antes da morte:
a. não convem dar valor absoluto aos bens desta vida: mesmo o que é bom nesta vida, liberdade, afetos, perfeição, segurança econômica etc., tudo passa com o tempo. Não convém ficar preso a estes bens, porque não serão jamais definitivos. Até os bens desta vida podem nos distrair do Bem último, ou mesmo nos impedir de alcançá-lo, caso nos levem à ruptura com Deus.
b. não se impressionar com o que nos acontece de mal, o que nos frustra, decepciona, no relacionamento com os outros: ofensas, calúnias, menosprezo, furtos, desentendimentos, aversões etc. Tudo passa com o tempo, também o mal desta vida.
c. abandonar tudo o que for impedimento para alcançar a Vida Eterna: contra as formas de vaidade, orgulho, soberba, coisas que passam e deixam um rastro de males, pecado e morte.
d. valorizar tudo o que nos leva a alcançar a Vida Eterna: a fé, esperança, caridade, humildade, oração, vida sacramental, vida eclesial, comunitária, pastoral etc.
e. valorizar o que será definitivo com a Vida Eterna, tudo o que diz respeito ao nosso relacionamento e união com Deus e com seus filhos, ou seja, a Caridade:
- o Primeiro Mandamento é Amar a Deus. Se Deus exige isto, é porque para Ele nos ama primeiro; a Vida Eterna consiste no Amor a Ele. Tal Amor a Deus é de tal forma consistente e pleno sentido de nossa vida, que não pode ser saboreado suficientemente no tempo. Por isso Deus nos tira do tempo - o tempo acaba - e nos coloca na eternidade.
- valorizar: tudo o que a Caridade fraterna ensina: Amar ao Próximo, com tudo o que 1Cor 13 nos ensina, isto é, valorizar a humildade contra as formas de vaidade, orgulho, soberba, ódio, ressentimentos, menosprezo, esquecimento, falta de perdão, impaciência, avareza, coisas que passam e deixam um rastro de males, pecado e Morte, ou seja, o oposto à Vida Eterna.

Pe. Valdir Marques SJ
ISI-CES

sexta-feira, 13 de março de 2009

Slide

Eterno





O Senhor tu es eterno faz de mim cada dia uma vaso novo

* Perto está o SENHOR de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade.
Salmos 145:18